Home          Quero Anunciar          Mapa do Site          Fale Conosco  
Home      Quem Somos      Localização      Parceiros      Fale Conosco      Faça seu Cadastro
 
  Academias
  Açougues
  Agencias de Viagem
  Bares
  Bibliotecas e Livrarias
  Bordados
  Cabeleireiros
  Campos de Golfe
  Cartórios
  Casas de Cãmbio Interlagos
  Casas de Repouso
  Centros Automotivos
  Chocolaterias
  Churrascarias
  Clubes
  Coleta Seletiva
  Consórcios
  Desumidificadores
  Docerias
  Escola de Wake
  Escolas de Tenis
  Escolas em Interlagos
  Escritórios Contábeis
  Esquadrias de Alumínio
  Exame Médico admissional
  Exame Médico para motoristas
  Farmácias e Drogarias
  Floriculturas
  Gráficas
  Indústrias Eletronicas
  Jornais e Revistas
  Lanchonetes
  Locação de Quadras
  Locadoras de Carro
  Marcenarias
  Marinas
  Massagem e Estética
  Oficinas Mecânicas
  ONGs
  Óticas
  Padarias
  Paisagismo
  Parques
  Passeio de Barco
  PET SHOP
  Pizzarias
  Planos de Saúde
  Postos de abastecimento
  Publicações da região
  Remo e canoagem
  Restaurantes
  Seguros
  Serviços Públicos
  Shoppings
  Uniformes
  Universidade
  Utilidade Pública
 
  Inserir anúncio

  Imóveis
  Artigos esportivos
  Barcos
  Empregos
  Automóveis
  Máquinas e Equipamentos
  Artesanato
  Arte
  Cabeleireiros
  Móveis
 
  Náuticos
  Fórmula 1
  Automobilísticos
  Ciclísticos
  Musicais
  Esportivos
  Ambientais
  Teatro
  Populares
  Shows
  Diversos
  Festivais
  Infantis
  Educativos
  Gastronomicos
 
  Do bairro
  Autódromo
  Represa Guarapiranga
  Travessia do Atlantico
 
  Notícias
  Turismo
  Meio Ambiente
  Sobre o Monumento aos Heróis da Travessia do Atlantico
  Autódromo
  Clubes
  São Paulo
  Brasil
 
  Deixar meu recado
Ver todos os recados
 
 
Encontre aqui:
 
NOTÍCIA

Novo coordenador de Saúde da zona Sul recebe jornalistas da região

Coordenador de saúde zona Sul Marco Antonio Carvalho de Lima

No dia 15 de fevereiro o novo Coordenador de Saúde da região Sul, Marco Antonio Carvalho de Lima, recebeu a impensa da zona sul  para apresentar o plano de trabalho da a atual gestão.

Lembrando que a Coordenadoria Regional de Saúde Sul é responsável pela gestão dos equipamentos municipais de saúde dos Distritos de Campo Limpo, Capela do Socorro, Cidade Ademar, Santo Amaro, M’boi Mirim e Parelheiros. 

O novo gestor Marco Antonio Carvalho de Lima é cirurgião dentista formado há 30 anos, tem 52 anos, é funcionário público há 25 anos, e tem especialização em gestão pública de saúde tendo vários cursos voltados, prioritariamente, para a área de Atenção Básica. 

Começou sua atuação em Itaquera, mas depois de dois anos veio para a região de Santo Amaro trabalhar no Pronto-Socorro de Santo Amaro onde permaneceu até 2004 quando recebeu o convite do coordenador da época, para se tornar coordenador de Saúde Bucal da região e fez um importante trabalho de expansão da área na região. Na sequência, atuou como supervisor de saúde do Campo Limpo, onde permaneceu por cinco anos.

Trabalhou no Hospital Municipal do Campo Limpo na área administrativa e depois de dois anos e meio voltou à CRS Sul para atuar como regulador (pessoa que agenda consultas e exames) e agora foi convidado para ser o novo Coordenador da Regional de Saúde Sul.

Confira a entrevista:

Qual o desafio de atuar como coordenador de saúde da região Sul? 

A região Sul é a maior da cidade, tanto geograficamente como em população. Segundo o último censo do SEADE (2017), a região tem mais de 2,7 milhões de habitantes, então o gestor aqui tem que pensar em mobilidade. Não podemos fazer serviços de saúde longe da população, mas também não conseguimos fazer um serviço de urgência e emergência em cada bairro da cidade, isso custa caro, é improdutivo. Temos que focar o atendimento de pronto-atendimento em grandes corredores urbanos, por exemplo, o Icaraí indo até o Campinas. Essas questões você tem que pensar, por exemplo, “onde está a população?”, “por onde ela se movimenta?”, não só onde ela mora. Isso é muito importante.

O que esperar da sua gestão?

Essa gestão deve seguir e fazer o que nos comprometemos com a população. Nós vamos ter de mostrar que somos eficientes. No final de tudo, o mais importante é o bom atendimento ao usuário. Quando o usuário vai a uma unidade de saúde, ele quer ter ações de prevenção, promoção, diagnóstico, tratamento e cura, esses são os cinco pilares da saúde.

E esses cinco pilares da saúde se assemelham com os cinco pilares da gestão do Prefeito João Doria?

São diferentes, mas se você fizer um parâmetro com a da saúde é bem interessante. Com a descentralização e com a capilaridade dos serviços e da participação, segundo pilar, você consegue dar uma melhor eficiência que é o terceiro pilar, só que você não conseguirá nada disso se não for criativo, se não tiver inovação, por exemplo, se falta recursos você precisa ser inovador e todos esses quatro se você não tiver transparência não vai dar certo. Os cinco pilares da saúde são outros, mas tem a ver com esses.

Como vão trabalhar e o que já foi feito nestes primeiros dias de gestão?

Montamos um grupo de oito assessores que vão responder e se empoderar dos assuntos para que possam responder as demandas de acordo com as diretrizes da Secretaria Municipal da Saúde. 

Vamos ter também uma autonomia muito grande para tratar os serviços levando em consideração suas especificidades. 

Estarei sempre perto das unidades, do território, fazendo visitas para conhecer a realidade de cada serviço. Nestes primeiros dias, já fui em 22 serviços e conheci os cinco Distritos de Saúde da região. 

Temos aqui sete parceiros e Organizações Sociais que fazem a gestão das nossas unidades – Associação Saúde da Família (Capela do Socorro e Parelheiros), Einstein (Campo Limpo), Monte Azul (M’boi Mirim), Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim/CEJAM (Campo Limpo e M’boi Mirim), Santa Catarina (SACA), Irmãs Hospitaleiras (Saúde Mental) e Santa Casa (Santo Amaro). E nós fazemos o controle, fiscalização e planejamento do que pretendemos colocar no território. 

Por conta da questão econômica e da falta de recurso, nós precisamos ser muito eficientes na gestão do recurso que temos e eficaz no alcance da meta. Vamos usar muito a parceria com a iniciativa privada, como o prefeito João Doria vem fazendo. A gente tem pressa.

Qual a sua proposta para melhorar o sistema de saúde?

Nós temos a proposta de reorganizar o sistema. Nós consideramos que hoje o sistema está bem desorganizado, uma sopa de letrinhas. A população tem acesso aos serviços (hospitais, pronto-socorros, UBS e AMAs), mas isso está um pouco desorganizado na cabeça dela. Vamos trabalhar para deixar claro para o usuário como o sistema funciona. Precisamos priorizar essa reorganização, não tem mágica para fazer na saúde, precisamos fazer o arroz com feijão, gerir melhor o recurso que tenho, fazer o dinheiro render mais, comprar mais barato, com mais qualidade e com maior número de pessoas possíveis beneficiadas e com uma abrangência grande daquele efeito, em larga escala. Nós podemos melhorar muita coisa, só qualificando nosso gasto e essa reorganização passa por isto.

O que a população pode esperar da sua gestão? 

Estamos imbuídos de muita vontade, um dinamismo terrível – no bom sentido – uma disposição enorme e muita determinação, que eu diria, é implacável. Nós vamos fazer nesses quatro anos, pelo menos, o que nós nos propusemos a fazer. Desde o primeiro dia, nós fomos bem claros em relação ao que queremos, ao objetivo final da saúde – que é o usuário, melhorar a qualidade de vida dele.

Por Marie Serafim
 

 

     

 
 
 
Quem Somos      Localização      Parceiros      Fale Conosco Copyright © - Portal de Interlagos